Loading...

O trabalho

Em termos ontológicos, [...] todas as outras categorias desta forma de ser [referindo-se a categorias do ser social como a linguagem ou a ...


Em termos ontológicos, [...] todas as outras categorias desta forma de ser [referindo-se a categorias do ser social como a linguagem ou a divisão do trabalho] têm já, essencialmente, um caráter social; suas propriedades e seus modos de operar somente se desdobram no ser social já constituído; quaisquer manifestações delas, ainda que sejam muito primitivas, pressupõem o salto como já acontecido [salto de ser biológico a ser social]. Somente o trabalho tem, como sua essência ontológica, um claro caráter intermediário: ele é, essencialmente, uma inter-relação entre homem (sociedade) e natureza, tanto inorgânica (utensílio, matéria-prima, objeto do trabalho, etc.) como orgânica, inter-relação que pode até estar situada em pontos determinados da série a que nos referimos, mas antes de mais nada assinala a passagem, no homem que trabalha, do ser meramente biológico ao ser social.
LUKACS, G. O trabalho. In Para a ontologia do ser social, p.2.
Trechos 4764500479650455959

Postar um comentário

Página inicial item

Escolha o Idioma

Roberto Coelho do Carmo

Fotos Flickr

Serviço Social

Popular Posts